Oi gente! Tudo bom? Eu fiquei um tempo sem postar aqui no blog por que foi uma semana de provas e foi bem puxado :( Por isso o tempo foi bem curto e não deu para postar aqui no blog! Mas sim, essa semana e na próxima terá posts por todo lugar como um pedido de desculpas por tanto tempo sem postar haha, 

Hoje eu vou falar sobre minhas sagas/séries literárias preferidas. Vou falar um pouco sobre cada um e também sobre as sagas de livros que eu realmente amo e li até o final. 

1- Harry Potter 


Aliás, quem não ama Harry Potter não é mesmo? Eu ainda não tinha tido a oportunidade de ler todos os livros da saga... até final de fevereiro, onde eu li até o último e é claro amei mais ainda, é uma história cativante e cada personagem que a gente se apega!! #Corvinal (minha casa!)

2- O Despertar do Príncipe


O Despertar do Príncipe conta a história do príncipe Amon e da jovem Lilliana Young. Amon é um príncipe egípcio que na realidade é uma múmia que tem de despertar a cada 100 anos para manter afastado o temido deus Seth, o deus do caos. Em um de seus despertar, encontra a jovem Lilliana Young que passa a lhe ajudar a procura de seus vasos canópicos para recuperar sua energia e encontrar seus irmãos para manter Seth mais uma vez longe. 
É um livro maravilhoso que tem o segundo livro já - O coração da esfinge - e esse livro com certeza é empatado com Harry Potter na minha lista por que é realmente maravilhoso e todos precisam urgentemente ler!


3- A Seleção


A Seleção ultimamente vem ficando bem famosa e realmente está virando a saga preferida de muita gente! São 35 garotas disputando a atenção do príncipe Maxon, em busca de se tornar a nova princesa de Illéa. America Singer é uma dessas trinta e cinco garotas que já tem seu amado Aspen, porém nunca imaginou que Maxon seria um príncipe bondoso, gentil e educado, o que a faz refletir sobre tudo. 
Quem leu a seleção realmente amou e eu acredito que não tem como odiar esse livro! É realmente incrível!

4- Percy Jackson


Um semideus! Filho de Poseidon que nem sabia ser filho de Poseidon embarca e diversas e diversas aventuras relacionada ao mundo dos meios sangues e dos deuses.  
Percy Jackson foi muito julgado por seus filmes não serem fiéis aos livros, mas os livros realmente são maravilhosos e aconselho a todos lerem os livros e amarem assim como eu <3

Bom gente espero que vocês tenham gostado do post de hoje e vou postar mais amanhã e depois de amanhã e mais seguido rsrs. Super beijos e até o próximo post <3

                                                       Paula.

Série: 13 Reasons Why
Criado por: Brian Yorkey
Ano: 2017
Com: Dylan Minnette, Katherine Langford, Christian Navarro...
País: EUA
Gênero: Drama
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos."

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje eu vim falar da série "Os 13 porquês" que foi ao ar na Netflix dia 31 de março! Eu entrei no meu facebook e me deparei com todas as pessoas falando sobre essa série, o quanto era boa, sobre o assunto que abordava e pah! Entrei na minha conta da Netflix e comecei a assistir a série e realmente achei ela tudo isso que as pessoas falaram e mais um pouco.

A série começa com Clay Jensen recebendo uma caixa de sapatos que, dentro dela, contém fitas cassetes gravadas por Hannah Baker, uma paixão de Clay que decidiu colocar a própria vida ao fim e, nessas fitas cassetes, tem os 13 motivos, os 13 porquês que levaram Hannah Baker a cometer suicídio. Porém Clay não foi o único a receber as fitas, todas as pessoas que são os motivos, que fizeram mal a Hannah escutaram as fitas e o maior medo deles é que Clay decida mostrar as fitas para todos saberem que na verdade, Hannah Baker não se matou, todos os porquês a mataram.

No decorrer da série vamos descobrindo quem são os porquês, o que fizeram para Hannah Baker (que de fato são coisas horríveis) e vamos descobrindo o que o assunto principal da série (o bullying) leva uma pessoa a fazer.


O que dizer dessa série que, no momento está conscientizando milhares e milhares de pessoas? Que mobilizou as pessoas e fez outras recorrerem a ajuda? É realmente a melhor série que eu pude assistir a este ano até agora.
A série é baseada no livro de Jay Asher (que eu estou louca pra ler!) e a produtora executiva da série e... Selena Gomez! Isso mesmo! 

A série aborda o bullying como assunto principal, mostra o que uma palavra é capaz de fazer, um gesto e fofocas sem sentidos, mentiras, intrigas e tudo isso só para fazer uma pessoa ficar mal, se sentir mal. O que a pessoa ganha com isso? Absolutamente NADA! E isso a série mostra, que as pessoas fazem isso para pagar de "bonzão" ou seja lá o que querem ser chamados. 

Além disso a série mostra outro assunto importante que é o estupro. Sim. Mostra que não é e nunca vai ser culpa da vítima e isso é o principal que faz Hannah tirar a própria vida. Não vou falar muito por que se não vai virar um super spoiler por aqui!!

Bom, peço que todos vocês assistam essa série por que é uma série maravilhosa que aborda assuntos de extrema importância e que vai cativar vocês de todos os modos!!! Um super beijo e até o próximo post!


Livro: Depois de Você
Autor (a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320 
Avaliação: 3/5 

Sinopse: "Lou Clark tem muitas perguntas. Por que acabou indo trabalhar no bar de um aeroporto, onde passa o expediente inteiro observando outras pessoas voarem para novos lugares? Por que o apartamento onde mora há um ano ainda não parece um lar? A família será capaz de perdoá-la pelo que ela fez dezoito meses antes? Algum dia ela vai superar ter perdido o amor de sua vida? Mas o que Lou com sabe com certeza é que as coisas precisam mudar.
Até que, certa noite, uma pessoa desconhecida bate à sua porta. Será que ela tem as respostas que Lou procura... ou apenas mais perguntas? Se Lou fechar a porta, a vida vai continuar igual: simples, ordenada, segura. Se abrir, estará arriscando tudo. Lou prometeu que continuaria viva. E se vai cumprir isso, terá que convidar essa pessoa a entrar...

AVISO: ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS!!!!! 

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim com a resenha da sequência de Como eu era antes de você! Já falei de Depois de Você aqui no blog em um post de livros que não funcionaram para mim e agora vamos descobrir o por que deste livro não ter funcionado para mim. 

Dezoito meses antes, Lou ficou despedaçada e completamente solitária após a morte de Will. Sua família permanece sem manter contato com ela e Lou começa a viajar com o dinheiro que Will lhe deixou. Porém depois de muito tentar se adaptar a cidades novas, acabou voltando para Londres onde comprou um apartamento e passou a trabalhar em um bar no aeroporto da cidade. Não consegue deixar de pensar em Will enquanto bebe taças e taças de vinho e em como poderia ter feito ele mudar de ideia. Lou acredita que, não está de fato vivendo a vida como Will lhe pediu, mas não sabe como pode seguir em frente com tudo que lhe aconteceu. 

Lou acredita que conheceu tudo sobre Will nesses poucos meses de convivência com seu amado, porém ainda tem coisas a descobrir. Uma pessoa relacionada a Will bate a sua porta em uma noite e essa pessoa trás novas perguntas a Lou e novos desafios, deixando tudo e todos de cabelos em pé com sua personalidade forte e teimosa. 

Um livro de superação, luto, medos e novos amores é o que Jojo Moyes nos apresenta nessa aguardada sequência de Como eu era antes de você. 


"Nenhum de nós segue em frente sem olhar para trás. Seguimos em frente sempre levando aqueles que perdemos."


Depois de chorar rios de lágrimas lendo e assistindo Como eu era antes de você, fiquei super, mega e ultra ansiosa pela sequência. Quando eu comprei Depois de você estava repleta de expectativas em relação aos personagens que ficaram para trás, ao que Lou decidiu fazer da vida e o que iria acontecer depois da morte de um dos personagens que mais me cativou no mundo da leitura, porém essas expectativas foram substituídas por frustração. 
Podem me chamar de dramática por usar essa palavra em relação ao livro e por falar da sequência mais bem falada atualmente, mas eu realmente não gostei deste livro. 

Personagens novos que não fizeram sentido! Ok! Sabemos que o próprio Will Traynor pediu que Lou simplesmente seguisse em frente, encontrasse outro alguém, mas esse alguém chamado Sam não tem absolutamente nada a ver com a Lou! Ahhhh mas opostos se atraem. Ok! Isso de fato é verdade, mas fica algo muito estranho entre este novo romance que a Lou vive nesta sequencia, algo que me deixou muito frustrada, sem emoção, sem reação ao me deparar com as cenas de romance entre Lou e Sam. 

Em relação a própria Lou, também pensei que a vida dela fosse mudar depois que conheceu Will e descobriu novos ares, até por que o título do primeiro volume é: Como eu era antes de você, o que dá a entender que depois de você Lou virou outra pessoa, de um modo que passa a enxergar a vida de outra maneira, o que aparece no primeiro livro, porém o que a autora nos apresenta é uma Lou triste, solitária que trabalha em um bar no aeroporto de Londres e mora em um apartamento onde praticamente não tem móveis, ou seja, depois que Lou conheceu Will e recebeu vários concelhos, a única coisa que ela fez foi continuar com uma vida simples e sem ambições. Até suas roupas exuberantes foram deixadas de lado e trocadas por calças jeans e camisetas. 

O que o primeiro livro me trouxe de bom e me fez rir, chorar e ficar com muita raiva (várias emoções ao mesmo tempo), a sua sequência não me trouxe absolutamente nada. Apesar de ser uma resenha super negativa, não odeio o livro não! hahah, mas não virou um dos meus livros preferidos de forma alguma e com toda a certeza gostaria que fosse recheado de mais surpresas e coisas diferentes. 

Bom gente, está foi a resenha de hoje! Espero que tenham gostado!! Super beijos e até o próximo post!

                                                      Paula.


Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje saiu o trailer de It- A coisa, o filme baseado no terror de Stephen King!!!!!

Só pra constar, a pessoa aqui tem medo de palhaço, mas, como a pessoa aqui também está tentando enfrentar o medo de terror por que não enfrentar o medo de palhaços + o medo de terror? Ou talvez só vá aumentar o medo não é? Mas enfim, vamos que vamos tentar enfrentar os medinhos dessas coisas assistindo ao filme de IT - A Coisa baseado no livro de 1102 páginas de Stephen King! 

Para assistir ao trailer é só clicar neste link Aqui

O filme vai estrear em setembro, ou seja, pra gente que ainda não leu esse enorme livro de King, ainda dá tempo!

Super beijos e até o próximo post. 


                                                        Paula


Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu trouxe um post diferente, falando dos livros que não causaram um impacto comigo, mas que foi um sucesso com outras pessoas. Vou argumentar, claro, o por que de eu não ter gostado desses livritchos e se preparem! 


1 livro: A culpa é das estrelas 

Sim minha gente! Eu não gostei de A Culpa é das Estrelas. Não me joguem tomates! 
Eu não gostei de a culpa é das estrelas por que realmente não me causou aquele BAH que costuma causar quando eu leio um livro que gosto. Amo a escrita de Green, porém em a culpa é das estrelas não curti muito. Foi uma das primeiras resenhas aqui no blog onde eu coloco que, o tempo todo o livro se redireciona a Hazel não é? Ela quem é a granada, ela quem vai deixar Augustus no chão, porém não é o que acontece. É claro que, todos gostam de uma reviravolta, porém achei desnecessário isso ter acontecido logo com ele que, supostamente, já estava curado do câncer. Mesmo que seja Hazel quem narra o livro, nunca imaginei que seria basicamente "Antes de Augustus morrer" e juro que nunca teria deduzido o final do livro. 


2 livro: O Melhor de mim

 Quem leu a resenha deste livro aqui no blog, sabe que não consegui gostar nem um mínimo sequer deste livro e foi tachado por mim como o pior livro que li nessa vida!
É um romance de Nicholas Sparks! Quem diria que logo eu não iria gostar? Achei os personagens muito "nhém nhém", um final nada a ver com a trama inteira e sinceramente, um romance de fato bem fictício, ou até foge disso por que eu pelo menos nunca vi disso. Eu li este livro com as expectativas lá em cima por que todas as resenhas que eu li eram positivas, porém não aconteceu essa positividade toda comigo. 


3 livro: Depois de Você

 Olha a polêmica!!!
Eu li o primeiro livro (Como eu era antes de você) e de fato amei, melhor livro, melhor tudo. Porém a sua continuação eu não gostei. 
Terminei de ler este livro no sábado, por isso ainda não tem resenha e eu juro que não sei o que colocar na resenha por que é um livro que, tudo bem, fala como a Lou ficou depois de Will morrer, mas basicamente gira em torno de uma outra pessoa, aborda coisas que nunca imaginaríamos encontrar nessa história e acaba fugindo muito do tema: Como que eu fiquei depois de você.
Na realidade, também não gostei do que veio a aparecer no livro, nop, não vou dar spoilers, mas o que veio à tona não poderia ter de fato acontecido e mesmo que tenha, acredito que não seria possível esconder de Will, e eu só estou confundindo tudo haha. 

Bom gente, espero que depois dessa vocês não me esgoelem, esses foram os três livro que não funcionaram para mim de jeito nenhum, super beijos e até o próximo post!


                                                        Paula.

 
Olá Leitores Neuróticos, Tudo bem com vocês? Hoje eu vim trazer a vocês algumas curiosidades do filme Coraline e o mundo secreto! Eu assisti este filme e fui pesquisar algumas coisas sobre ele, e hoje vim compartilhar com vocês tudo o que eu descobri!!
Ok, vamos começar.

Sobre a Belda ( Bela Dama) - A maioria das pessoas acham que ela era simplesmente um monstro que não tinha passado mas na verdade ela era uma mulher comum que pagou para construir o Palácio cor de rosa, ela foi a primeira pessoa a morar lá!  
Isso explica porque o jardim da casa tem a forma de um rosto humano, de uma mulher. Mas ela não era boa não gente, ela empurrou a própria mãe numa cova e quando sua mãe tentou subir de volta, Belda a empurrou. Mas sobre ela ter se transformado num "monstro"? 
Há 150 anos atrás ela caiu dentro de um poço só de ida para o outro mundo e como ela foi a primeira pessoa a colocar os pés lá, ela recebeu todos os poderes mágicos desse mundo. No entanto, ela não pode sair do outro mundo pois ela se conectou a ele, mas ela precisava se manter viva lá dentro, se alimentando de almas, esse é o motivo dela atrair crianças até lá. Sobre os olhos... Os olhos são as janelas da alma e é por isso que Belda os pegava, para ter acesso as almas das crianças mas ela não podia fazer isso a força, as crianças teriam de fazer aquilo como um ato de amor, deixando suas almas mais fortes, então ela criava tudo o que as crianças mais gostavam. 



Sobre o poço - Sabem aquele poço que a Coraline procura no início do filme?
Bem, aquele poço é a passagem só de ida para o outro mundo, aquele que a Belda havia caído a 150 anos atrás. O poço é muito parecido com o portal em que Coraline vai para o outro mundo, a maior evidencia de que o poço é um portal para o outro mundo é que o Waibi diz que o poço é tão fundo que dá para ver estrelas ao meio dia mesmo estando de noite e no outro mundo está sempre de noite
e o palácio cor de rosa é em cima de uma colina, ou seja, o outro mundo é em baixo da casa. E se vocês notarem, no fim do filme a Coraline joga a chave aonde? isso mesmo! Dentro do poço, ou seja, de volta para a Bela Dama.


Sobre o gato preto - Porque Belda o odeia tanto?
Antes de Coraline havia um outro garoto que conseguiu escapar de Belda, e quem era esse garoto?
Era o gato preto! Mas como assim?? Espera tem uma explicação para isso.
Antes da menina de 1921, Belda havia tentado capturar outra criança que conseguiu escapar das garras dela mas depois de 1960 ele acabou morrendo de vez de velhice e reencarnou em um gato para proteger Waibi de Belda, por isso ela o odeia pois além dele ter sido a primeira criança a escapar dela, ele ajuda outras crianças escaparem. 

Bem gente, era isso!
Eu vi essas curiosidades no canal Imaginago onde no vídeo tem mais curiosidades sobre o filme.
Espero que tenham gostado da publicação!

Até a próxima leitores neuróticos, beijão!


                                                      Diuli  

Filme: A Bela e a Fera
Data de lançamento: 16 de março de 2017
Diretor: Bill Condon
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Josh Gad...
Gêneros: Fantasia, Romance, Musical
Nacionalidade: EUA
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana."

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim com a resenha do filme A Bela e a Fera!! Uhull! Eu fui assistir no dia 16 aqui no shopping da minha cidade e confesso que pensei que o cinema estaria lotado na estreia, porém tinha bem poucas pessoas e muitas que assistiram, não só aqui no RS, mas eu outras cidades e outros estados criticaram o filme muito mal. A resenha de hoje vai falar um pouco sobre isso também. 

Quem nunca viu a animação da Disney, A Bela e a Fera não é mesmo? Bela, que vive na França, aquela garota avançada, que ama ler, que não quer apenas uma "vida normal no interior". E temos a fera, o lindo príncipe que era egoísta, mimado e só pensava em si que negou abrigo a uma senhora e descobriu que de senhora não tinha nada e era uma linda feiticeira que lhe lançou um feitiço - o transformou em fera - e só depois que aprendesse a amar e ser amado seria libertado desse feitiço, mas só se a última pétala da rosa que lhe dera não cair. E o pai de Bela, Maurice, um inventor que vai para uma viagem, se perde e vai parar justamente no castelo da fera, no qual se torna prisioneiro. Bela que vai atrás do pai e troca de lugar com ele para que ele fique bem em casa. Bela fica prisioneira de fera e descobre que tudo no castelo tem vida! E Gaston, aquele cara que tem um amor próprio maior do que qualquer coisa e que jura que Bela será sua esposa! 

Quem não conhece essa história? É um clássico da Disney que agora tem versão live-action nos cinemas!!!! 
O filme trás nossa querida Emma Watson que interpreta a Bela (e será nossa eterna Hermione Granger) que chamou bastante a atenção das pessoas para assistir ao filme. E quem aí não percebeu que o nosso eterno MAGNETO, sim, MAGNETO (ian mckellen) é Cogsworth, o relógio? Muitas novidades nessa versão live-action de A Bela e a Fera e a polêmica do personagem gay. 


"São os seus defeitos que fazem de você uma pessoa única"

O que dizer sobre essa versão da minha princesa da Disney preferida? O que dizer? Será que eu tenho mesmo palavras pra dizer o quanto eu amei?!
Eu demorei pra fazer essa resenha justamente por que não sabia definir o quanto eu gostei de ver minha princesa preferida em carne e osso (ainda mais como Emma Watson! Me segura!).

A versão live-action é igual a animação, como Cinderela e Mogli. As músicas do filme são idênticas as da animação, tem algumas músicas a mais em algumas cenas, musicas que no caso não tem na animação, mas ficaram incríveis! E eu é claro, já sei cantar todas as da animação, óbvio que vou aprender as que foram adicionadas ao filme também, ou não me chamo Paula - A maior fã de A Bela e a Fera. 

O mais legal que eu achei do filme foi que o diretor decidiu incrementar em coisas que não aparecem na animação e deixa o telespectador sem o pingo do i, como por exemplo, o que aconteceu com a mãe da Bela? Por que ela mora apenas com o pai? Como o príncipe realmente era antes de se tornar a fera? Quem eram amigos do príncipe e o abandonaram quando se tornou fera? E por que o abandonaram? Todas essas perguntas são respondidas no filme com maiores detalhes e eu achei isso maravilhoso por que ninguém quer sair do cinema com mil e uma dúvidas não é mesmo?

E os personagens? Maravilhosos, sim ou claro? Emma Watson tem o dom de parecer que foi feita para ser tal personagem, e foi exatamente assim que funcionou com a Bela. Não só com a Bela não é mesmo? Sam de As vantagens de ser invisível, Hermione Granger de Harry Potter e assim vai indo. Ela incorpora Bela maravilhosamente perfeita, não tenho outra palavra para definir isso. 
A fera é igual a fera da animação também! Dan Stevens faz o telespectador se apaixonar por sua atuação (e de fato sua beleza, não me julguem haha) e também interpretou a fera perfeitamente! E Gaston! Igual! Gente, me apavorei com a semelhança do personagem da animação, Luke Evans interpreta um Gaston idêntico ao da animação, porém mais maligno ainda, não vou dizer o que é que ele faz em uma cena que me deixou morrendo de raiva, mas se preparem!

E a feiticeira? Prestem atenção no filme, por que ela aparece em vários momentos do qual nós não vamos perceber, nem vamos notar ou suspeitar e só no final aparece quem era ela. 

E agora o assunto mais polêmico do filme: O personagem gay. 
Na minha opinião uma palhaçada terem aumentado a faixa etária do filme por conter um personagem gay, não acreditem quando vi a notícia e sinceramente, não tem absolutamente nada demais. 
O personagem gay e ninguém mais que LeFou, o grande amigo de Gaston que mostra ter uma grande admiração por ele (e isso de fato aparece na animação não é?), porém a cena que realmente mostra que LeFou é gay aparece somente no final do filme, quando todos já estão bem no castelo e Bela e o príncipe casam. A cena é somente LeFou trocando sua parceira na dança por um homem e os dois trocam um olhar significativo, nada mais que isso, até por que não chega a 10 segundos esta cena. Alguma coisa demais para uma criança? Acredito que não! Na minha opinião qualquer forma de amor é bem vinda e qualquer pessoa que gosta de pessoas do mesmo sexo deve ser respeitada, até por que se ama é o suficiente e é claro que todas as crianças devem saber disso e respeitar todos. Não teve beijo gay, mas e se tivesse? Seria errado? Teve beijo da Bela e do príncipe, mas isso não é errado, certo? Foi uma coisa que realmente me revoltou, além disso teve pessoas que mentiram em comentários que teve beijo gay! Gente, tem necessidade disso? Acho que não!

Bom meus amores, essa foi a resenha da versão live-action de A Bela e a Fera! Super beijos e até o próximo post!


                                                          Paula.

Tecnologia do Blogger.