Filme: Suicide Squad 
Data de lançamento: 4 de agosto de 2016
Direção: David Ayer 
Elenco: Margot Robbie, Will Smith, Jared Letto...
Gênero: Ação
Avaliação: 3/5

Sinopse: "Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das "convocadas" por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina".

Olha eu aqui de novo!! Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim fazer a resenha de filme do Esquadrão Suicida, um filme que eu assisti ano passado, porém não fiz a resenha aqui no blog. 

Ano passado, realmente, Esquadrão Suicida era o filme que eu mais queria ver, que eu contava os dias para a data de lançamento e também já não me aguentava de assistir ao trailer. Conversava sobre teorias (completamente bizarras) com outras pessoas que também queriam assistir e é claro, que também gostavam de criar teorias (bem melhores que as minhas) sobre o filme. Porém, devo admitir que foi uma extrema decepção para mim. 

Primeiramente, eu li diversos e diversos comentários negativos sobre o filme antes de assisti-lo, mas como já mencionei várias vezes aqui no blog, eu nunca consigo dar tanta atenção a comentários negativos sobre algo que eu quero realmente ler ou assistir e leio ou assisto e depois formo a minha opinião sobre, e na grande maioria das vezes é o contrário dos comentários, exemplo disso - o melhor de mim de Nicholas Sparks. 

Quando eu assisti ao filme, esperava algo mais. A primeira coisa que eu me peguei pensando no decorrer do filme foi como os vilões estavam se tornando... Adoráveis e amados pelas pessoas? Really? Devo confessar que eu amo de paixão o Coringa e a Arlequina e vários outros vilões de histórias completamente diferentes como Voldemort, mas esse filme foi como um PAF, quebrando todos os padrões. Basicamente, eles foram escalados para salvar o mundo justamente pelas pessoas não se importarem caso eles morram, são apenas vilões, esse era o pensamento que devia prevalecer. Mas quando eu discuti sobre o filme, a grande maioria das pessoas de fato acabou tirando os vilões para super heróis, por terem salvo o mundo. Realmente foi uma coisa que me incomodou. 

A segunda coisa que me incomodou foi: Como raios alguns desses vilões seriam capaz de "salvar o mundo" das mãos de uma criatura extremamente poderosa como a Magia? Arlequina realmente mora no meu <3 mas ela, com um simples bastão de beisebol e um parafuso a menos conseguiria? Isso ficou completamente confuso, bagunçou meu cérebro e ficou bem "bugado" tudo isso. 

Sobre o coringa, como não amar o coringa? Isto é fato! Mas ele aparece tão pouco no filme, rouba a cena é claro, mas aparece muitas poucas vezes e não são vezes que vão modificar algo no filme. Algumas é claro, para tentar resgatar Arlequina, mas não modifica nada. Sinceramente, gostaria de tê-lo visto mais, ainda sendo interpretado por Jared Letto, vocalista de uma das minhas bandas preferidas!

Bom gente, essa foi a resenha atrasada de Esquadrão Suicida!! <3 Super beijos e até o próximo post.


                                                    Paula.


Oi gente!! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim aqui falar sobre o novo filme do Thor, Ragnarok!
"Thor (Chris Hemsworth) está preso do outro lado do universo. Ele precisa correr contra o tempo para voltar a Asgard e parar Ragnarok, a destruição de seu mundo, que está nas mãos da poderosa e implacável vilã Hela (Cate Blanchett)".

Sobre o trailer desse filme, realmente me tirou do chão. Thor sempre foi um dos meus preferidos do universo Marvel e também não podemos esquecer do Hulk que também é um dos meus preferidos da Marvel. O que realmente seria maravilhoso (além dos vingadores, claro) seria um filme com os dois, para mim é claro <3 E adivinha só quem aparece no trailer de Ragnarok <3 Exatamente, Hulk!

O filme ragnarok tem estreia para 2 de novembro de 2017! Ainda tem muito tempo :( 

Vou deixar o trailer aqui para vocês darem uma olhadinha!! <3 Comentem o que vocês esperam para esse filme e vamos esperar ansiosamente o dia 2 de novembro! <3 


                                                          Paula.


Oi gente! Tudo bom? Eu fiquei um tempo sem postar aqui no blog por que foi uma semana de provas e foi bem puxado :( Por isso o tempo foi bem curto e não deu para postar aqui no blog! Mas sim, essa semana e na próxima terá posts por todo lugar como um pedido de desculpas por tanto tempo sem postar haha, 

Hoje eu vou falar sobre minhas sagas/séries literárias preferidas. Vou falar um pouco sobre cada um e também sobre as sagas de livros que eu realmente amo e li até o final. 

1- Harry Potter 


Aliás, quem não ama Harry Potter não é mesmo? Eu ainda não tinha tido a oportunidade de ler todos os livros da saga... até final de fevereiro, onde eu li até o último e é claro amei mais ainda, é uma história cativante e cada personagem que a gente se apega!! #Corvinal (minha casa!)

2- O Despertar do Príncipe


O Despertar do Príncipe conta a história do príncipe Amon e da jovem Lilliana Young. Amon é um príncipe egípcio que na realidade é uma múmia que tem de despertar a cada 100 anos para manter afastado o temido deus Seth, o deus do caos. Em um de seus despertar, encontra a jovem Lilliana Young que passa a lhe ajudar a procura de seus vasos canópicos para recuperar sua energia e encontrar seus irmãos para manter Seth mais uma vez longe. 
É um livro maravilhoso que tem o segundo livro já - O coração da esfinge - e esse livro com certeza é empatado com Harry Potter na minha lista por que é realmente maravilhoso e todos precisam urgentemente ler!


3- A Seleção


A Seleção ultimamente vem ficando bem famosa e realmente está virando a saga preferida de muita gente! São 35 garotas disputando a atenção do príncipe Maxon, em busca de se tornar a nova princesa de Illéa. America Singer é uma dessas trinta e cinco garotas que já tem seu amado Aspen, porém nunca imaginou que Maxon seria um príncipe bondoso, gentil e educado, o que a faz refletir sobre tudo. 
Quem leu a seleção realmente amou e eu acredito que não tem como odiar esse livro! É realmente incrível!

4- Percy Jackson


Um semideus! Filho de Poseidon que nem sabia ser filho de Poseidon embarca e diversas e diversas aventuras relacionada ao mundo dos meios sangues e dos deuses.  
Percy Jackson foi muito julgado por seus filmes não serem fiéis aos livros, mas os livros realmente são maravilhosos e aconselho a todos lerem os livros e amarem assim como eu <3

Bom gente espero que vocês tenham gostado do post de hoje e vou postar mais amanhã e depois de amanhã e mais seguido rsrs. Super beijos e até o próximo post <3

                                                       Paula.

Série: 13 Reasons Why
Criado por: Brian Yorkey
Ano: 2017
Com: Dylan Minnette, Katherine Langford, Christian Navarro...
País: EUA
Gênero: Drama
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos."

Oi gente, tudo bem com vocês? Hoje eu vim falar da série "Os 13 porquês" que foi ao ar na Netflix dia 31 de março! Eu entrei no meu facebook e me deparei com todas as pessoas falando sobre essa série, o quanto era boa, sobre o assunto que abordava e pah! Entrei na minha conta da Netflix e comecei a assistir a série e realmente achei ela tudo isso que as pessoas falaram e mais um pouco.

A série começa com Clay Jensen recebendo uma caixa de sapatos que, dentro dela, contém fitas cassetes gravadas por Hannah Baker, uma paixão de Clay que decidiu colocar a própria vida ao fim e, nessas fitas cassetes, tem os 13 motivos, os 13 porquês que levaram Hannah Baker a cometer suicídio. Porém Clay não foi o único a receber as fitas, todas as pessoas que são os motivos, que fizeram mal a Hannah escutaram as fitas e o maior medo deles é que Clay decida mostrar as fitas para todos saberem que na verdade, Hannah Baker não se matou, todos os porquês a mataram.

No decorrer da série vamos descobrindo quem são os porquês, o que fizeram para Hannah Baker (que de fato são coisas horríveis) e vamos descobrindo o que o assunto principal da série (o bullying) leva uma pessoa a fazer.


O que dizer dessa série que, no momento está conscientizando milhares e milhares de pessoas? Que mobilizou as pessoas e fez outras recorrerem a ajuda? É realmente a melhor série que eu pude assistir a este ano até agora.
A série é baseada no livro de Jay Asher (que eu estou louca pra ler!) e a produtora executiva da série e... Selena Gomez! Isso mesmo! 

A série aborda o bullying como assunto principal, mostra o que uma palavra é capaz de fazer, um gesto e fofocas sem sentidos, mentiras, intrigas e tudo isso só para fazer uma pessoa ficar mal, se sentir mal. O que a pessoa ganha com isso? Absolutamente NADA! E isso a série mostra, que as pessoas fazem isso para pagar de "bonzão" ou seja lá o que querem ser chamados. 

Além disso a série mostra outro assunto importante que é o estupro. Sim. Mostra que não é e nunca vai ser culpa da vítima e isso é o principal que faz Hannah tirar a própria vida. Não vou falar muito por que se não vai virar um super spoiler por aqui!!

Bom, peço que todos vocês assistam essa série por que é uma série maravilhosa que aborda assuntos de extrema importância e que vai cativar vocês de todos os modos!!! Um super beijo e até o próximo post!


Livro: Depois de Você
Autor (a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320 
Avaliação: 3/5 

Sinopse: "Lou Clark tem muitas perguntas. Por que acabou indo trabalhar no bar de um aeroporto, onde passa o expediente inteiro observando outras pessoas voarem para novos lugares? Por que o apartamento onde mora há um ano ainda não parece um lar? A família será capaz de perdoá-la pelo que ela fez dezoito meses antes? Algum dia ela vai superar ter perdido o amor de sua vida? Mas o que Lou com sabe com certeza é que as coisas precisam mudar.
Até que, certa noite, uma pessoa desconhecida bate à sua porta. Será que ela tem as respostas que Lou procura... ou apenas mais perguntas? Se Lou fechar a porta, a vida vai continuar igual: simples, ordenada, segura. Se abrir, estará arriscando tudo. Lou prometeu que continuaria viva. E se vai cumprir isso, terá que convidar essa pessoa a entrar...

AVISO: ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS!!!!! 

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim com a resenha da sequência de Como eu era antes de você! Já falei de Depois de Você aqui no blog em um post de livros que não funcionaram para mim e agora vamos descobrir o por que deste livro não ter funcionado para mim. 

Dezoito meses antes, Lou ficou despedaçada e completamente solitária após a morte de Will. Sua família permanece sem manter contato com ela e Lou começa a viajar com o dinheiro que Will lhe deixou. Porém depois de muito tentar se adaptar a cidades novas, acabou voltando para Londres onde comprou um apartamento e passou a trabalhar em um bar no aeroporto da cidade. Não consegue deixar de pensar em Will enquanto bebe taças e taças de vinho e em como poderia ter feito ele mudar de ideia. Lou acredita que, não está de fato vivendo a vida como Will lhe pediu, mas não sabe como pode seguir em frente com tudo que lhe aconteceu. 

Lou acredita que conheceu tudo sobre Will nesses poucos meses de convivência com seu amado, porém ainda tem coisas a descobrir. Uma pessoa relacionada a Will bate a sua porta em uma noite e essa pessoa trás novas perguntas a Lou e novos desafios, deixando tudo e todos de cabelos em pé com sua personalidade forte e teimosa. 

Um livro de superação, luto, medos e novos amores é o que Jojo Moyes nos apresenta nessa aguardada sequência de Como eu era antes de você. 


"Nenhum de nós segue em frente sem olhar para trás. Seguimos em frente sempre levando aqueles que perdemos."


Depois de chorar rios de lágrimas lendo e assistindo Como eu era antes de você, fiquei super, mega e ultra ansiosa pela sequência. Quando eu comprei Depois de você estava repleta de expectativas em relação aos personagens que ficaram para trás, ao que Lou decidiu fazer da vida e o que iria acontecer depois da morte de um dos personagens que mais me cativou no mundo da leitura, porém essas expectativas foram substituídas por frustração. 
Podem me chamar de dramática por usar essa palavra em relação ao livro e por falar da sequência mais bem falada atualmente, mas eu realmente não gostei deste livro. 

Personagens novos que não fizeram sentido! Ok! Sabemos que o próprio Will Traynor pediu que Lou simplesmente seguisse em frente, encontrasse outro alguém, mas esse alguém chamado Sam não tem absolutamente nada a ver com a Lou! Ahhhh mas opostos se atraem. Ok! Isso de fato é verdade, mas fica algo muito estranho entre este novo romance que a Lou vive nesta sequencia, algo que me deixou muito frustrada, sem emoção, sem reação ao me deparar com as cenas de romance entre Lou e Sam. 

Em relação a própria Lou, também pensei que a vida dela fosse mudar depois que conheceu Will e descobriu novos ares, até por que o título do primeiro volume é: Como eu era antes de você, o que dá a entender que depois de você Lou virou outra pessoa, de um modo que passa a enxergar a vida de outra maneira, o que aparece no primeiro livro, porém o que a autora nos apresenta é uma Lou triste, solitária que trabalha em um bar no aeroporto de Londres e mora em um apartamento onde praticamente não tem móveis, ou seja, depois que Lou conheceu Will e recebeu vários concelhos, a única coisa que ela fez foi continuar com uma vida simples e sem ambições. Até suas roupas exuberantes foram deixadas de lado e trocadas por calças jeans e camisetas. 

O que o primeiro livro me trouxe de bom e me fez rir, chorar e ficar com muita raiva (várias emoções ao mesmo tempo), a sua sequência não me trouxe absolutamente nada. Apesar de ser uma resenha super negativa, não odeio o livro não! hahah, mas não virou um dos meus livros preferidos de forma alguma e com toda a certeza gostaria que fosse recheado de mais surpresas e coisas diferentes. 

Bom gente, está foi a resenha de hoje! Espero que tenham gostado!! Super beijos e até o próximo post!

                                                      Paula.

Tecnologia do Blogger.